Definição de valor de desvio pode beneficiar Cunha no futuro

201309.04
1

Matéria publicada originalmente no portal UOL. Veja a matéria completa.


Um das questões importantes discutidas na sessão desta quarta-feira (4), na primeira fase da 7ª sessão do julgamento dos recursos do mensalão, segundo Paula Abucham Marino, advogada criminalista e professora da Escola de Direito do Brasil [que acompanhou a discussão da Corte direto do UOL], foi a fixação do valor que o deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP) teria desviado pelo crime de peculato. Na denúncia constava um desvio de R$ 536 mil, mas, nas alegações finais, o desvio subiu para R$ 1,07 milhão. A Corte decidiu em manter o valor mais baixo. E ainda que a mudança não altere a pena do réu, a especialista diz que a possível reparação do dano pode garantir uma progressão de pena.